• Programa Primeiro Emprego

Notícias

12/09/2017 10:00

Bahia caminha para abrigar toda a cadeia produtiva da energia solar

Em pleno funcionamento desde junho deste ano, quando entrou em operação, o maior parque solar fotovoltaico do Brasil, em Bom Jesus da Lapa, no oeste baiano, está também melhorando a economia da cidade, famosa pelo turismo religioso. O município está localizado em uma área com altos níveis de radiação solar e, de acordo com a Enel Green Power, subsidiária brasileira do grupo italiano Enel, que opera o parque, é capaz de gerar cerca de 340 gigawatts de energia por ano. A energia é suficiente para atender às necessidades anuais de consumo de energia de mais de 166 mil lares brasileiros.

Na avaliação do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Wagner, o Governo vem trabalhando intensamente no sentido de atrair para o estado toda a cadeia produtiva do segmento solar. Uma das ações desenvolvidas pelo governo baiano para incentivar o crescimento do setor é a isenção de impostos e incentivos fiscais para empresas do segmento.

O objetivo, segundo Wagner, é promover o desenvolvimento de forma sustentável da região semiárida, onde a incidência solar é mais forte, e abrir novas oportunidades de emprego e renda. "Nossas riquezas naturais - minérios, vento, o sol - estão gerando renda e empregos em toda a Bahia, transformando a realidade das regiões mais necessitadas. A fotovoltaica, que tem grande potencial de crescimento em nosso estado, além de baratear o custo da produção de energia, também ajuda a preservar o meio ambiente", diz o secretário da SDE. Incentivar a produção do vidro e do silício na Bahia é fundamental para que toda a cadeia produtiva da energia solar esteja funcionando no estado.


Fonte: Secom

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.